sábado, 14 de junho de 2014

A ORAÇÃO DO RICO, A ORAÇÃO DO POBRE.


Um cristão muito rico todos os dias orava agradecendo a Deus por tudo que possuía, e em suas orações ele dizia: Senhor Jesus veja a minha mesa como é farta, eu o agradeço por ter me dado esse privilégio, olha a saúde da minha família é de dar inveja.
Senhor são tantas propriedades que possuo que algumas nem me lembro, mas tudo isso devo a Ti, como o Senhor é bom comigo eu quero agradece-lhe por tudo que me deste.
E na hora das refeições quando todos estavam sentados a volta da mesa, ele contava história da bíblia para os seus filhos, e sempre dizia para os filhos: ser fiel com Deus é bom; porque Ele nos retribui com grandes bênçãos.
E o cristão pobre dizia para o Senhor em suas orações: eu o agradeço pelo pouco que tenho, veja a minha mesa; não temos quase nada para comer, mas mesmo assim eu quero agradecer-lhe, e o senhor sabe que a saúde da minha esposa é péssima e não tenho condições de pagar um bom medico para cuidar dela, talvez ela venha a falecer por falta de cuidados médicos, mas se for da sua vontade que assim seja.
Apesar da mesa daquele homem não ter quase nada ele também dizia aos filhos: devemos sempre ser fiel a Deus porque Ele nos retribui com grandes bênçãos.
Então um dos seus filhos pede a mãe mais um pouco de comida, e ela responde; filho acabou tudo, agora só na janta. E agora como fica, um com a mesa farta e o outro falta tudo na mesa, e são filhos do mesmo Deus.

SERIA DEUS INJUSTO COM ALGUNS?

E o que tem haver religião com a riqueza de um e a miséria do outro, a riqueza vem de heranças, sorte, saber investir na juventude, a riqueza também se adquire com desonestidade.
A pobreza também é herança, e a falta de sorte, não investir na juventude por falta de condições financeira.
Ser rico ou ser pobre, ter saúde ou não, não depende de Deus; e sim da sorte de cada um.
Não é Deus responsável pelas pragas que destroem as plantas, nem pelas arvores que são tortas. Cada vida tem uma qualidade de saúde depende do local que vivemos o que respiramos e comemos, ou ingerimos em seu corpo
Servimos e agradecemos a Deus, na esperança de herdar a vida eterna, servimos com o objetivo de ter uma vida espiritual dentro dos padrões que Ele exige.
Se servir a Deus trouxesse riquezas não haveria crentes pobres e doentes, suas lavouras não teriam pragas, mas por outro lado teríamos um Deus injusto.
Eu não sirvo a Deus na esperança de obter benefícios materiais, e sim na esperança de fazer parte do reino Dele, Deus abençoa aos bons e os ruins.
Eu sou pobre de herança, e Deus não é responsável pela minha pobreza, mesmo que eu seja rico no futuro não é Deus que me deu a tal riqueza e sim sorte, oportunidades, esforço.
Eu creio em um Deus que cuida da minha vida espiritual, e não material, as coisa materiais pertencem ao mundo, e o apego a elas podem nos separar de Deus.
E cada um deve correr atrás daquilo que lhe garanta um futuro, ser pobre ou ser rico depende de cada um, não devemos culpar a Deus porque somos pobres.
Devemos agradecê-lo por nos dar a oportunidade de ser salvos, de fazer parte de Sua família
Deus disse a Moisés: “se eu quiser ser benigno com alguém, sê-lo-ei. E terei misericórdia de qualquer um que Eu quiser” Assim as benção de Deus não são dadas só porque alguém decide recebê-las ou trabalhar arduamente para consegui-las. São dadas porque Deus tem misericórdia daqueles que Ele quer. Romanos Cp 9 : 15 – 16

A LEI DA PROSPERIDADE

Antes da vinda de Jesus; Jeová prometia prosperidade aos que cumprissem as suas Leis, mas agora estamos de baixo da graça.
Para que o pecador adquira riquezas através de Deus seria obrigatório a cumprir a Lei, ou ignorar a morte de Jesus.
E o nosso tesouro já não é mais as coisas materiais, e sim o reino de Deus.
Não existem bênçãos para quem busca prosperidades nas promessas de Jeová, porque a Lei não surte mais efeito, e Jesus disse: todo poder foi me dado no céu e na terra, e se Ele recebeu toda essa autoridade Jeová não pode impor suas Leis, porque Eles trabalham em harmonia.
A Lei acabou debaixo da cruz, ela foi apagada com o sangue de Jesus, a Lei foi resumido em duas frases; Amaras a teu Deus sobre todas as coisas, e Ame ao teu próximo como a ti mesmo.

Que todos tenham um ótimo domingo, cheio de bênçãos espirituais.
Editado por José Simião
14/06/2014