domingo, 27 de abril de 2014

A CORTINA DO TEMPLO.

Desde a criação da humanidade o ser humano tem dificultado o seu relacionamento com Deus.
No passado Deus falava diretamente com aqueles que eram considerados por Ele como servo fiel, estes eram. Homens como Abraão, Moisés, Jacó, Josué, e outros mais que eram considerados especiais para Ele.
Deus sempre amou o seu povo, mas aqueles que colocavam suas vidas a disposição Dele tinha um tratamento diferenciado.
Sempre existiram pessoas especiais para o Senhor.
Hagar a concubina, ou empregada de Abraão aquela que lhe deu primeiro filho, Ismael; esta não era especial para o Senhor, mas porem Sara a verdadeira esposa dele era.  Ismael também apesar de ser filho de Abraão não era especial, mas Isaque e sim porque era o filho da promessa. O mesmo aconteceu com os dois filhos de Isaque, Jacó era especial para o Senhor, mas Esau o seu irmão não era.  Veja o que Jacó, ou Israel  fez  quando  foi abençoar  os filhos de José, a benção que seria por costume do filho mais velho foi para o filho mais novo Efraim. Genesis 48 : 17 – 19 José viu o pai colocar a mão direita sobre a cabeça de Efraim, ele não gostou. Pegou a mão do pai querendo mudá-la para a cabeça de Manassés. Enquanto fazia isso, Disse José: “assim não, pai. O filho mais velho é este. Ponha a mão direita sobre a cabeça dele.”  Mas Jacó não aceitou isto. Disse ele: “eu sei meu filho, eu sei. Os descendentes de Manassés  formarão um grande povo. Mas os de Efraim formarão um povo maior ainda. Muitas nações serão formadas por eles. Quando alguém era especial para o senhor, Ele abençoava com bênçãos especiais, como prosperidade de bens materiais  e sua família era uma benção.
Apesar de ter existido pessoas especiais para o senhor no passado, mesmo assim sempre existia uma barreira entre Deus e o homem.
E o que criou essa separação foi o pecado, a desobediência, e o pecado continua distanciando o homem do seu Criador. No passado somente o sacerdote podia oferecer sacrifício a Deus para que Ele perdoasse o pecado do povo, animais eram mortos e queimados diariamente, mas o povo não podia entrar no tabernaculo; somente os sacerdotes, homens que eram escolhidos para este serviço. O tabernaculo foi usado durante muitos anos, sua substituição foi  quando o rei Salomão construiu o templo para o Senhor.
A invasão deste local onde eram oferecidos estes sacrifícios; levava a morte porque era considerado um lugar santo.
Apesar de todos estes rituais o homem ainda não podia falar diretamente com Deus.
Vários profetas fora enviados para alertar o povo da insatisfação de Deus com a humanidade, mas eles sempre viravam as costas para a palavra de Deus.
Se continuasse deste jeito satanás seria o dono de todas as almas, e Deus seria considerado como um Pai que não ama os seus filhos, e claro que era isso que satanás queria.
Mas os profetas já anunciavam que no futuro algo de novo iria surgir.
Então Deus chamou o seu filho Jesus e disse: Filho a minha mais bela criação esta caminhando para o abismo, o mesmo caminho que satanás escolheu seguir, E o que podemos faze para resgatarmos eles do pecado perguntou Jesus? E disse o Pai há uma única solução, mas será muito dolorosa para Você, então perguntou Jesus novamente: qual é a solução? O pai lhe disse: isso vai custar a Sua vida meu filho amado, e Jesus olhando para terra viu milhões de almas que caminhavam para o inferno, e disse Ele ao Pai: Eu quero salvar a todos estes, não importa o tamanho do sofrimento, quero libertar a todos da escravidão do diabo; todos devem ter a oportunidade de se arrepender, e recomeçar uma nova vida.
O propósito da vinda de Jesus era libertar-nos do pecado, e para que isso acontecesse foi preciso que Ele desse a sua própria vida em sacrifício, morrendo na cruz por assumir os nossos pecados; e este ato de amor nos deu o direito de ter acesso direto ao Pai.

A CORTINA FOI RASGADA Mateus 27 : 50 - 51

Então Jesus clamou outra vez, entregou o espírito e morreu. Vejam bem! Naquele mesmo instante a cortina que separava o lugar santíssimo do templo foi rasgada de cima até a baixo;  a terra estremeceu, e as rochas se partiram. No evangelho de São Lucas também confirma o momento da morte de Jesus Lucas 23 : 44 - 45 A esta altura era meio-dia, e a escuridão caiu sobre a terra inteira durante três horas, até às 3 da tarde. A luz do sol desapareceu- e der repente à grossa cortina dependurada no templo partiu em dois pedaços.
Esta cortina, ou véu separava o homem do Santo dos Santos, mas com o sacrifício de Jesus hoje nós podemos estar sempre na presença de Deus, não precisamos mais de sacerdotes para nos representar diante Dele, nada nos impede de falar diretamente com Ele. A barreira foi quebrada com o derramar do sangue do cordeiro de Deus; ou Jesus.
Não existe mais ninguém especial como no passado, todos tem a mesma oportunidade porque somos todos iguais; fomos lavados com o sangue de um único cordeiro; o filho de Deus.
Existem muitas religiões, mas nenhuma delas pode salvar a alma do pecador, o único que salva é Jesus.
As religiões podem nos educar trazendo paz, mas para adquirir a salvação é preciso reconhecê-lo como Filho de Deus, e também que somos pecador, em seguida aceita-lo como único e suficiente salvador  e assim passando a segui-lo como servo obediente.
Qualquer crença que não reconhece Jesus como o filho de Deus, é apenas filosofia de vida.

Editado por José Simião.
27/04/2014